Al igual que el emocionante juego de la suerte en el Casino 1win, estudiar en el instituto te proporciona las habilidades que pueden llevarte a una gran "victoria" en tu carrera empresarial.
Shenzhen: O Vale do Silício Chinês. Vários prédios modernos e espelhados, além de um arranha-céu. O céu está azul, com algumas nuvens, e há vegetação verde.

Não faz muito tempo que a China ainda era vista como um país que sabia apenas copiar. Contudo, essa realidade agora é totalmente ultrapassada, visto que a inovação tecnológica tomou a região.

Em meio a essa transformação, surge Shenzhen, conhecida como o Vale do Silício Chinês. Quando o assunto é tecnologia e hardware, esse é o principal polo produtor do mundo. E ele não para de crescer!

Quer saber um pouco mais sobre essa história de crescimento e avanços importantes? Continue a leitura deste artigo para descobrir.

Quer conhecer as práticas de inovação das maiores empresas do segmento financeiro a nível mundial? O LAIOB Connect leva a sua empresa em imersões customizadas aos maiores hubs de inovação e tecnologia do mundo.

Como começou a história do Vale do Silício Chinês?

O Vale do Silício Chinês começou a se desenvolver na década de 1980. Ela foi chamada a princípio de Zona Econômica Especial, devido a aberturas políticas proporcionadas pelo governo local.

Naquela época, cerca de 30.000 habitantes tomava o local, que tinha características absolutamente rurais. Aos poucos, a região começou a se transformar esteticamente, pois recebeu investimentos estrangeiros e de empresas privadas e teve um crescimento de 22% no PIB anual.

Isso chamou a atenção de empresários da China, que também decidiram aplicar dinheiro ali. Novos habitantes chegaram e Shenzhen hoje abriga mais de 11 milhões de pessoas: até 2030, será considerada como uma grande metrópole 100% conectada.

Por que Shenzhen é chamada de “cidade da inovação”?

O título de “cidade da inovação” chegou para Shenzhen devido a sua evolução nos últimos dez anos. A China, que antes não apresentava mão de obra criativa com qualidade, teve esse contexto totalmente superado: o investimento recebido serviu como um grande incentivo para a ousadia das novas mentes na localidade.

O clima de progresso rapidamente se instalou e passou a estimular ainda mais aqueles que conservavam um olhar visionário. Por estarem perto de uma população bastante específica, eles começaram a perceber as principais necessidades dos chineses e conseguiram desenvolver soluções que a atendessem de maneira direcionada.

Um ótimo exemplo disso é o Alibaba. Seu fundador, Jack Ma, é o segundo homem mais rico da China, pois viu a oportunidade de construir seu império quando o eBay desistiu de tentar entrar no país. A plataforma de vendas é diferenciada, ajuda os pequenos empresários chineses e tem sua própria plataforma de pagamentos, ainda maior que a concorrente Paypal.

Como funciona o Vale do Silício Chinês?

Shenzhen, funciona como um ecossistema completo, com startups, universidades, empresas multinacionais e capitalistas de risco se unindo para impulsionar o desenvolvimento tecnológico. As empresas de Shenzhen se beneficiam de um ambiente regulatório flexível, acesso a capital abundante e uma cultura que valoriza a experimentação e a agilidade.

A cidade também possui uma infraestrutura de ponta, incluindo conectividade 5G de alta velocidade e parques industriais modernos. Essa combinação de fatores cria um ambiente ideal para o florescimento da inovação, com Shenzhen se tornando um centro global para tecnologias como inteligência artificial, drones, robótica e veículos elétricos.

E como ela superou outros locais maiores?

De fato, existem outros locais igualmente interessantes na China, como a capital Pequim, onde notáveis universidades e instituições de ensino se concentram. Contudo, o Vale do Silício Chinês supera a cidade porque é ele quem recebe a mão de obra que se forma por lá.

Além disso, os investimentos recebidos na região se destinam principalmente a pesquisa e desenvolvimento. E em uma quantidade maior do que em qualquer outro grande centro chinês.

Para completar, Shenzhen conseguiu formar grandes lideranças no ramo da tecnologia e política devido ao seu boom de crescimento e inovação. Deste modo, a sociedade ganhou um comportamento mais empreendedor e passou a sediar inúmeras startups.

Como você pode ver, o Vale do Silício Chinês tem uma trajetória e tanto, concorda? Para descobrir outras históricas como essa e mais novidades sobre empreendedorismo, siga o LAIOB no Facebook, no Instagram, no YouTube e no LinkedIn!