Al igual que el emocionante juego de la suerte en el Casino 1win, estudiar en el instituto te proporciona las habilidades que pueden llevarte a una gran "victoria" en tu carrera empresarial.

Você sabe o que é um Hub de Inovação? Também conhecido como ecossistema de inovação, esse ambiente é voltado para o fomento de ideias inovadoras, geralmente pautadas no uso de tecnologia.

Várias regiões do mundo, inclusive no Brasil, recebem esses espaços com bons recursos e muitas possibilidades de negócio.

Por lá, é possível instalar startups, que ficam disponíveis para que empresas e grandes investidores conheçam suas propostas. E quais são os principais elementos e características de um local como esse? O que existe de diferencial para que ele receba novos empreendedores?

Se você quer saber tudo sobre o assunto, chegou a hora! Continue a leitura deste artigo e descubra como lugares assim são estruturados.

Quais são as características de um Hub de Inovação?

Um Hub de Inovação é constituído por alguns elementos que contribuem para o trabalho de startups e empreendedores. A reunião desses fatores é o que faz o sucesso de um negócio. E aqui estão eles:

Ambiente acadêmico que incentiva empreendedorismo e tecnologia

O ambiente acadêmico é bastante diferenciado dentro de um ecossistema de inovação. Embora seja direcionado para os estudos e o aprendizado, ele incentiva principalmente o empreendedorismo e a tecnologia.

Cursos, workshops e palestras são ministrados com frequência, promovidas inclusive pelas próprias startups, para manter os empreendedores bem atualizados. E para reunir pessoas que prezam pela troca de ideias e de conhecimento.

Há também a possibilidade de usar laboratórios para testes e experimentos, com acesso a recursos que facilitem a construção de protótipos e sistemas. Ou seja, todo o respaldo é fornecido para que novas soluções surjam a todo momento.

Presença de aceleradoras

As aceleradoras são instituições que têm como foco apoiar e investir para que startups cresçam com maior rapidez. Elas atuam na promoção de rodadas de investimento, para que as startups possam atingir o famoso ponto de equilíbrio: aquele em que podem pagar pelas próprias contas porque já existe receita suficiente no negócio.

Além disso, prestam serviços de apoio, como mentorias e aportes de valor financeiro que as tornam sócias das startups. Até o momento em que esse investimento possa ser desfeito. Basicamente, elas ficam ali para sustentar as startups até que elas consigam se estruturar sozinhas e até mesmo deixar o Hub de Inovação para construir uma sede própria.

Possibilidade de Venture capital

Em um ecossistema de inovação, é possível participar de maneira mais segura do mercado de venture capital. Conhecido também como capital de risco, essa modalidade pode ser adotada por startups de pequeno e médio porte que ainda são muito novas e contam com um faturamento baixo por este motivo.

O objetivo deste investimento é injetar dinheiro na empresa para que ela possa crescer. Entretanto, essa quantia também influencia diretamente na gestão da proposta e no andamento e condução dos negócios. O que gera mais valor para a startup e traz mais possibilidades de vender ações no futuro.

Ambiente e mentalidade empreendedora

O Hub de Inovação é um ambiente que tem como característica principal, a visão de futuro e o desenvolvimento de soluções inovadoras que transformam o jeito com que as pessoas fazem as coisas em uma escala global. Por isso, as pessoas que estão ali também tem a mentalidade com esse mesmo perfil. E isso é algo muito positivo para quem busca um lugar ao sol.

Estar ali é uma forma de se manter inspirado para buscar seus objetivos. Estar em contato com experiências diferentes e pessoas que pensam como você permite que você entenda públicos variados e consiga lapidar suas ideias.

Afinal, nenhum projeto nasce pronto, não é mesmo? Um local que permite que você desenvolva estratégias e ações pertinentes ao seu meio de atuação faz toda a diferença na hora de colocar o seu produto efetivamente no mercado.

Onde encontrar um ecossistema de inovação?

Aqui no Brasil, os hubs de inovação ainda estão começando a ganhar espaço. Mas em outros lugares do mundo, é fácil encontrar boas oportunidades e até mesmo participar de imersões corporativas. Veja só!

Vale do Silício

O Vale do Silício por si só já é um grande Hub de Inovação. Na verdade, ele carrega inclusive o título de maior ecossistema de inovação do mundo.

Grandes empresas que hoje têm um posicionamento consolidado no mercado um dia passaram por lá. Exemplos disso são o Facebook, a Apple e o Google.

A região ainda conta com duas das mais renomadas universidades de todo o mundo: Stanford e UC Berkeley. Ou seja, é um ambiente totalmente propício para trabalhar e para adquirir mais conhecimentos.

Quer conhecer as práticas de inovação das maiores empresas do segmento financeiro a nível mundial? O LAIOB Connect leva a sua empresa em imersões customizadas aos maiores hubs de inovação e tecnologia do mundo.

China

A China detém mais de 90 startups unicórnio, ou seja, startups que têm um valor de mercado maior do que US$ 1 bilhão. Só isso já mostra o quanto o país é poderoso nesse meio.

Com o grande incentivo financeiro para que esse hub permaneça em crescimento, hoje o empreendedorismo já sustenta boa parte da economia local. Mas isso também acontece porque a população está cada vez mais interessada em ter seu próprio negócio.

Israel

Israel também tem seu nome garantido entre os paraísos das startups. Hoje considerado um grande centro de tecnologia, o país é referência em pesquisa e novos negócios.

Em geral, é composto por times de elite: pessoas que saem do exército com o objetivo de criarem seus próprios negócios. Com abundância de mão de obra qualificada devido ao incentivo recebido durante a graduação e demais especializações, o lugar não para de crescer.

Israel ainda leva o título de “startup nation“. Primeiro, porque valoriza empreendedores, aceita fracassos e incentiva a cultura empreendedora. O apoio governamental é intenso: cerca de 4.2% do PIB do país vai para inovação. Hoje, somente a Coreia do Sul ultrapassa Israel nesta métrica.

O senso de comunidade na região também é forte. A sociedade acolhe imigrantes calorosamente, inclusive aqueles que chegam para trabalhar em novas startups. E, por este motivo, a variedade cultural e a integração acadêmica são cada vez maiores por ali.

Portugal

Portugal, ou melhor, sua capital Lisboa, também entra na lista. Um dos principais polos tecnológicos da Europa, sustenta startups de todo o continente.

Nos últimos anos a região vem se tornando destaque e local para o desenvolvimento de novas startups, com a transformação e empreendedorismo digital em diversos setores com alta tecnologia e inovação.

Portugal ainda é o local de um dos maiores e mais famosos eventos de inovação do mundo, o Web Summit. A conferência acontece anualmente, é centrada em temas que se voltam para a tecnologia e reúne grandes e pequenas empresas de todo o mundo.

Além disso, o país ainda conta com programas específicos de incentivo do próprio governo para instalação de novas startups na região.

Como você pode ver, um Hub de Inovação é o melhor espaço para que uma startup se desenvolva e consiga se consolidar no mercado assim que tiver capital disponível para se sustentar sozinha. Estar em um ambiente como esse é, sem dúvidas, a melhor forma de obter conhecimento e fazer da inovação uma realidade para qualquer negócio.

Gostou de saber um pouco mais sobre o que constitui um ecossistema de inovação? Continue a se aprofundar no tema e entenda melhor como funcionam os investimentos em startups no Vale do Silício!