Qual é a importância de estudar fora do país?

Realizar um intercâmbio vai muito além de aperfeiçoar uma nova língua ou aprender uma nova habilidade. Na verdade, a iniciativa é mesmo um verdadeiro investimento pessoal e profissional. A cada dia, o número de brasileiros que procura uma formação em outro país aumenta e comprova essa afirmação.

A busca por novos conhecimentos traz uma nova visão de mercado e uma experiência de vida completamente diferente. Estudar forado paísagrega uma bagagem única, especialmente para quem pretende se destacar em meio a tanta competitividade no universo corporativo. É isso o que as empresas mais valorizam hoje em dia, e este é o ponto de partida para mostrar a importância de se dedicar a este tipo de vivência.

Mas ainda existem muito mais motivos que confirmam toda essa relevância. Para saber quais são eles, basta continuar a leitura e se preparar para planejar sua tão sonhada viagem. Com toda certeza, será uma trajetória rica e incrível!

Estudar fora aumenta a média salarial

Quem deseja estabilidade financeira na carreira precisa se programar para estudar forae melhorar o currículo. Uma universidade de reconhecimento mundial em seu histórico acadêmico ajuda a aumentar a média salarial em até 15%, especialmente por causa do domínio em uma língua estrangeira: se ela for o inglês, então, aí sim esse acréscimo é praticamente garantido, uma vez que o idioma é considerado como uma linguagem universal.

E esta média não é válida apenas para o Brasil: caso sua intenção seja atuar no mercado internacional, as empresas também costumam valorizar bastante esse tópico. É importante, porém, ter em mente que apenas o inglês não é suficiente. Estude bem o mercado, entenda suas variações e saiba aplicar as técnicas aprendidas de forma a respeitar a cultura de negócios brasileira ou de outro país em que for atuar.

Para atuar no mercado, é bom entender diferenças multiculturais

Sem dúvidas, estudar foraé a melhor maneira de entender as diferenças multiculturais espalhadas ao redor do mundo. Isso significa desenvolver uma mente mais analítica e preparada para enfrentar diferentes desafios ao longo da carreira. Afinal, nunca se sabe quando uma transferência para outra localidade pode acontecer ou mesmo uma mudança interna que causará grandes impactos organizacionais.

Saber se posicionar dessa forma mostra flexibilidade e facilidade para adaptação, duas características muito apreciadas por recrutadores. Ter conhecimento a respeito dessas diferenças também mostra capacidade para respeitar diversos contextos e sugerir soluções adequadas para inúmeras realidades. Assim é possível até mesmo expandir a atuação para mais áreas e ainda ajudar colegas e gestores a encontrarem ou explorarem novos caminhos e oportunidades.

É preciso acompanhar as exigências da globalização

Não é segredo que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente devido à globalização. Portanto, estudar fora é pré-requisito para quem deseja se manter firme neste cenário que pede uma comunicação clara e objetiva a todo o momento. A experiência é um grande estímulo para aprender a se virar sozinho e a entender melhor como conviver em um local com hábitos totalmente diferentes daqueles com que se está acostumado. Você aprende a fazer as perguntas corretas e se torna muito mais perceptivo.

Dessa forma, o estímulo à proatividade, liderança e capacidade de persuasão são bastante estimuladas. Gerar conflitos passa a ser uma tarefa mais fácil e mesmo que pareça que essas qualidades são válidas apenas para a vida pessoal, elas fazem total diferença na prática de uma rotina corporativa. Ter jogo de cintura e conseguir tomar decisões inteligentes rapidamente são os resultados esperados de quem possui essa experiência e muitas vezes são fatores determinantes para que uma negociação saia bem.

Muitos cargos gerenciais pedem formação internacional

Hoje, é difícil conseguir um cargo gerencial alto sem ter formação internacional. Daí a importância de se preparar o quanto antes para estudar fora, especialmente se a meta de carreira for crescer profissionalmente. Realizar MBA no exterior, ou mesmo uma pós- graduação, abre muitas portas para novos empregos ou mesmo para uma promoção dentro da empresa. E atenção: nunca é tarde para obter o seu diploma de pós-graduação.

Basta pesquisar um pouco e você perceberá que não é preciso ser universitário ou ter pouca experiência para estudar em outro país. Muitos gerentes, gestores e líderes investem nessa vivência mesmo com anos de casa, simplesmente porque não tiveram a chance de fazer isso antes. E, se isso é possível agora, por que adiar? Idade não significa nada quando o foco é ter uma carreira consolidada.

É importante, porém, não ter pressa em sair do país. Cada pessoa tem seu momento, e você não deve se culpar caso o seu demore um pouco a chegar. Esteja sempre atento para quando a ocasião surgir e não hesite. Encare essa jornada de vez, pois você receberá um retorno incrível em muito pouco tempo.

É uma ótima maneira de promover o autoconhecimento

Você realmente sabe do que é capaz? Estudar fora pode te mostrar exatamente isso. São tantos desafios e novidades nesta oportunidade, que ela se torna uma excelente forma de promover o autoconhecimento. Este é período de descobertas, em que você inclusive pode desbravar outras áreas de interesse e finalmente ajustar seu foco para saber até onde deseja chegar.

Para completar, o convívio com colegas de outro país é uma ótima chance de mostrar quem você realmente é e encontrar outros perfis parecidos com o seu. Deste contato, vários projetos interessantes e convites para trabalhar fora podem surgir, o que é mais um acréscimo para seu currículo. Converse também com seus professores, peça feedbacks a respeito de seu desempenho e absorva bem todas essas informações, pois elas são transformadoras.

Viu só como é importante estudar forado país? Se você já tinha essa vontade, comece a colocar seus planos em prática. Você não tem nada a perder, somente a ganhar! Se a grana apertar, lembre-se que financiamentose bolsas de estudospodem ajudar. Basta se dedicar bastante e tudo pode caminhar para o melhor.

Concorda com os motivos que foram citados no post? Qual deles você julga o mais relevante? Conhece mais algum que deveria estar na lista? Deixe um comentário abaixo e participe!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *